Boxeador alterou testamento antes de morrer, diz família
Arturo Gatti morreu aos 37 anos, em 2009, em Porto de Galinhas (PE).
Família diz que ele mudou o testamento um mês antes de morrer.
Do G1, com informações do Fantástico

A herança do boxeador canadense Arturo Gatti, que morreu aos 37 anos em julho de 2009, em Porto de Galinhas (PE), está sendo disputada na Justiça. A família de Arturo Gatti afirma que o boxeador trocou um testamento anterior que beneficiava pais, irmãos e uma filha de um primeiro casamento por influência da viúva, Amanda Rodrigues.
“Três semanas antes de Arturo falecer, o testamento é modificado e ela passa a ser a principal beneficiária. Então, sobre essa questão de dinheiro, se tem alguém que tem motivo para ter interesse no dinheiro, é Amanda”, acusa Eduardo Trindade, advogado da família.
“Eu não abro mão do meu direito”, rebate Amanda Rodrigues.
A família de Arturo Gatti diz que o patrimônio deixado pelo boxeador é de US$ 6 milhões, aproximadamente R$ 10 milhões. Amanda afirma que o total é pouco mais da metade disso.
Os bens em nome de Arturo Gatti, como muitos apartamentos em dois prédios, estão bloqueados. A mãe e os irmãos do boxeador entraram na Justiça local para tentar ter o direito sobre todos os imóveis e todo o dinheiro aplicado em bancos americanos.
A briga nos tribunais do Canadá para definir com que vai ficar a herança deve se estender até o fim de outubro, mas Amanda Rodrigues diz que não abre mão. Ela afirma que quer fazer valer o testamento feito por Arturo Gatti um mês antes da morte. O documento transfere os bens para a própria Amanda e para o filho do casal. Arturo Gatti Junior, hoje com 3 anos, vive com a mãe no Canadá.
“A família do Arturo não aceita o fato de eles não estarem incluídos no testamento. Eles não aceitam o fato dele ter feito um testamento para mulher e para o filho”, diz Amanda Rodrigues, viúva de Arturo Gatti.
O advogado da família de Arturo Gatti vai apresentar a investigação particular ao Ministério Público, que, por enquanto, prefere não comentar o caso. “Eu acho precipitado qualquer julgamento, qualquer manifestação do Ministério Público sobre um documento que não conhece”, afirmou a promotora de Justiça Paula Ismail.
Versões para a morte
A morte do boxeador é motivo para divergências entre a família do lutador e a viúva. A família acusa a viúva pela morte. Amanda Rodrigues nega que tenha matado o ex-marido.
“Não, de forma nenhuma. Eu fiz tudo para meu marido ficar vivo”, afirmou Amanda ao Fantástico.
O advogado da família do boxeador contesta: “Amanda matou Arturo Gatti”, diz o advogado Eduardo Trindade.
Para Amanda, o boxeador se suicidou: “Tenho, absoluta [que ele se suicidou].
A família de Gatti não acredita na versão da viúva e quer provar que não foi isso que aconteceu.
“Não há a menor possibilidade de Arturo Gatti ter se suicidado. Arturo Gatti foi assassinado”, afirma Eduardo Trindade, advogado da família.
saiba mais
Após perícia independente, MP volta a analisar morte de boxeador em PE
Necrópsia aponta que boxeador canadense não foi assassinado
Mulher de boxeador morto em Porto de Galinhas nega o crime, diz polícia
Para a polícia, que encerrou a investigação, também não há dúvidas. “Ninguém vai encontrar outra alternativa a não ser o suicídio”, declarou o delegado Paulo Alberes.
O corpo foi encontrado em um apart-hotel, no quarto onde o casal estava hospedado. Amanda Rodrigues dá a sua versão para o que aconteceu na noite anterior à morte do marido: “A gente saiu para jantar. Tomamos uma garrafa de vinho. Na hora de voltar para casa, o Arturo queria parar num bar e eu não quis”.
Últimos momentos
O casal e o filho, que na época tinha dez meses, jantaram em um restaurante. Mas, de acordo com o depoimento que ela deu à polícia, o casal tomou duas garrafas de vinho, e não uma. Na saída, pararam em um bar para beber cerveja.
A família seguiu a pé. No caminho para o hotel, Arturo e Amanda brigaram. Testemunhas disseram que o lutador bateu na mulher. Amanda contou à polícia que deixou o marido e o filho para trás e tentou se hospedar em dois hotéis diferentes, mas não conseguiu porque estava sem dinheiro. Decidiu voltar para onde estava hospedada com Arturo.
Ainda segundo testemunhas, Arturo teria ido de táxi com o bebê até o hotel e, como não encontrou a mulher, retornou para o centro de Porto de Galinhas. Foi então que Arturo se envolveu em uma briga com na rua. “Tinha gente saindo de uma boate, começaram a jogar pedra nele. Inclusive uma bicicleta foi jogada nele”, disse o delegado Paulo Alberes.
Amanda diz que foi para o hotel sozinha. Arturo chegou logo depois com o filho do casal. Eram 2h. “Ele perguntou para mim: ‘Então quer dizer’. Ele falou em inglês: ‘quer dizer que it’s over?’ Tipo assim: acabou? Naquele momento, eu estava com raiva e eu acabei concordando com ele. Eu lembro que já estava com o Junior já no colo e eu subi. Foi a última vez que eu vi meu marido”, conta a viúva.
A equipe de reportagem do Fantástico teve acesso ao quarto onde o casal estava hospedado naquela noite. O apartamento tem sala, cozinha e um banheiro no primeiro piso e três quartos e um banheiro no piso superior.
Amanda disse à polícia que subiu para dormir e que Arturo ficou na sala. Às 9h30, desceu do quarto e viu que algo estava errado. “Foi na hora que eu toquei nele e eu vi que realmente alguma coisa tinha acontecido, alguma coisa não estava certa. Não ouvi nenhum barulho”, disse Amanda.
Segundo o inquérito, Amanda pediu ajuda. O socorro chegou e, depois que a morte foi confirmada, veio a polícia. Amanda foi presa, mas libertada em 18 dias. A polícia concluiu que foi suicídio: Arturo Gatti se enforcou na escada do apartamento com a alça de uma bolsa.
“Eu disse há dois anos, estou dizendo agora e vou dizer daqui a dez ou 20 anos que eu estiver vivo: a moça não matou o marido”, garante o delegado Paulo Alberes.
Nem ela, nem ninguém, afirma o delegado. “Primeiro: as câmeras de segurança não mostram ninguém indo para o apartamento. Segundo: não tinha arrombamento. Terceiro: nós verificamos por fora do apartamento, não tinha marcas de alguém ter subido ou descido nas paredes”, acrescentou o delegado.
Mas no hotel, a equipe de reportagem do Fantástico verificou a existência de uma única câmera na entrada. Existem outros caminhos possíveis para a porta do quarto do apartamento de Arturo Gatti, como a entrada pela praia. Amanda também garante que ninguém mais entrou no quarto. “Ninguém entrou naquele apartamento”, disse.
“Se ela tivesse assassinado ele, ela teria permanecido no hotel? Ela teria pedido socorro? Ela teria esperado a perícia? Não”, acrescenta o delegado Paulo Alberes.
Investigação particular
O empresário e a família de Arturo Gatti encomendaram uma investigação particular nos Estados Unidos. A conclusão dos detetives, que inclusive foram ao Brasil, é que o boxeador foi assassinado. “Não houve suicídio de forma alguma”, disse o coordenador da investigação.
“Eu não acredito em nada do que essa investigação fala”, afirma Amanda Rodrigues, viúva de Arturo Gatti.
Os peritos contratados pela família dizem que a posição em que o corpo foi encontrado, a alça que teria sido usada, o peso do corpo e o local da queda evidenciam que Arturo Gatti foi enforcado. Eles apontam inconsistências no inquérito policial. “Por um fato simples: o hotel não tinha sistema de câmera, circuito interno de televisão. Então, não dá para perceber se entrou ou saiu alguém”, destacou Eduardo Trindade, advogado da família.
“As investigações apontam que Amanda Gatti é responsável por esse crime. O que ainda não resta bem claro é se houve ou não ajuda de terceira pessoa”, concluem os peritos.
FONTE site do Fantástico

Anúncios

Sobre César.

Liberdade é o direito de fazer tudo o que a lei permite. Montesquieu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s