Dúvidas comuns da língua portuguesa
1 – Dúvidas Freqüentes

1.1 – Mas / mais

Mas é uma conjunção adversativa, equivalendo a “porém”, “contudo”, “entretanto”:
– Tentou, mas não conseguiu o trabalho que almejava.
– O planeta passa por melhorias, mas não consegue se desenvolver

Mais é pronome ou advérbio de intensidade, opondo-se normalmente a menos:
– Ela foi quem mais procurou, ainda assim, não achou.
– Ela é uma das mulheres mais bonitas do país.

1.2 – Mal / mau
Mal pode ser conjunção, advérbio ou substantivo.

Quando conjunção, mal indica tempo:
– Mal você chegou, ela saiu.
Como advérbio, significa “irregularmente”, “erradamente”, “de forma inconveniente ou desagradável”. Opõe-se a bem:
Já era esperado que ela se comportaria mal.
– A pessoa mal-intencionada procura o prejuízo dos que estão perto.
– O time jogou mal, mas conseguiu recuperar no final da partida.

Mal, como substantivo, pode significar “doença”, “moléstia”, e, em alguns casos, significa “aquilo que é prejudicial ou nocivo”:
– A dengue é um mal de que já nos havíamos livrado e que, devido às chuvas, voltou a atormentar nossos dias.
– O mal é que não se toma nenhuma atitude definitiva.

O substantivo mal também pode designar um conceito moral, ligado à idéia de maldade; nesse sentido, a palavra também se opõe a bem:
– No mundo em que vivemos, uma coisa é certa: o mal não compensa.

Mau é adjetivo. Significa “ruim”, “de má índole”, “de má qualidade”. Opõe-se a bom e apresenta a forma feminina má:
– Tratava-se de um mau contabilista.
– Aquele menino tem um coração mau.

1.3 – Onde / aonde
Aonde indica idéia de movimento ou aproximação. Opõe-se a donde, que exprime afastamento. Nos exemplos a seguir, veremos que a forma aondecostuma referir-se a verbos de movimento:
– Aonde ele vai?
– Aonde querem chegar com essas atitudes?
– Aonde devo passar para chegar até lá?
– Não sei aonde ir.
Onde indica o lugar em que se está ou em que se passa algum fato. Normalmente, refere-se a verbos que exprimem estado ou permanência.
– Onde ela está?
– Onde você vai ficar nas férias?
– Marque os lugares onde as pessoas vão ficar durante o show.
– Não sei onde vou procurar

1.4 – A par / ao par
A par tem o sentido de “bem informado”, “ciente”:
– Você precisa me manter a par de tudo o que acontece.
– É necessário manter-se a par das questões governamentais.
Ao par é uma expressão usada para indicar relação de equivalência ou igualdade entre valores financeiros (geralmente em operações cambiais):
– As moedas fortes mantêm o câmbio praticamente ao par.

1.5 – Ao encontro de / de encontro a
Ao encontro de indica “ser favorável a”, “aproximar-se de”:
– Ainda bem que sua opinião veio ao encontro da minha.
– Quando ela o viu, foi rapidamente ao seu encontro.
De encontro a indica oposição, choque, colisão:
– Suas opiniões sempre vieram de encontro às minhas.
– O caminhão foi de encontro ao barranco.

1.6 – A / há na expressão de tempo
O verbo haver é usado em expressões que indicam tempo já transcorrido.
– Tudo aconteceu há dez anos.
– Nesse sentido, é equivalente ao verbo fazer.
– Tudo aconteceu faz dez anos.
Na indicação de fato futuro, emprega-se a preposição a, que, nesse caso, não pode ser substituída por “faz”:
– O lançamento do foguete ocorrerá daqui a três semanas.
– Partiriam dali a três horas.

1.7 – Acerca de / há cerca de
Acerca de significa “sobre”, “a respeito de”:
– Haverá uma reunião acerca das palestras já proferidas.
– Há cerca de indica um período aproximado de tempo já transcorrido:
– O Brasil foi descoberto há cerca dequinhentos anos.

1.8 – Afim / a fim
Afim é um adjetivo que significa “igual”, “semelhante”. Relaciona-se com a idéia de afinidade:
– Tiveram comportamentos afins durante os trabalhos de discussão.
São pessoas afins.
A fim surge na locução a fim de, que significa “para” e indica idéia de finalidade:
– Ele tentou contar inúmeras mentiras a fim de nos enganar.

1.9 – Demais / de mais

Demais pode ser advérbio de intensidade, com sentido de “muito”; aparece intensificando verbos, adjetivos ou outros advérbios:
– Aquilo nos deixou indignados demais.
– Estamos bem até demais.
Demais também pode ser pronome indefinido, equivalendo a “os outros”, “ao restantes”:
– Acabamos deixando aos demais a liberdade de escolha.
– Os demais membros do clube reivindicaram o aumento das mensalidades.
De mais opõe-se a de menos. Refere-se sempre a um substantivo ou pronome:
– Não vimos nada de mais em sua atitude.
– Havia candidatos de mais para o número de vagas oferecido.

1.10 – Senão / se não

Senão equivale a “caso contrário”, ou “a não ser”:
– É bom que ela chegue a tempo, senão a viagem será cancelada.
Não havia coisa alguma senão correr.
Se não surge em orações condicionais. Equivale a “caso não”:
– Se não houver competência, não ganharemos as eleições.

1.11 – Na medida em que / à medida que
Na medida em que indica uma causa. Equivale a “porque”, “já que”, “uma vez que”:
– O fornecimento de luz foi interrompido na medida em que os pagamentos não vinham sendo efetuados.
– Na medida em que os candidatos foram selecionados, minha esperança aumentou.
À medida que indica proporção, desenvolvimento simultâneo e gradual. Equivale a “à proporção que”:
– O crime foi sendo solucionado à medida que as investigações foram avançando.
– O sofrimento aumentava à medida que a doença ia se alastrando.
– A forma “à medida em que” deve ser evitada, já que resulta da união das duas locuções já estudadas.

Avalie a afirmativa abaixo:

“Mal” pode ser conjunção, advérbio ou substantivo, mas sempre indicando a mesma coisa.

De acordo com o tópico estudado, a afirmativa acima é:
Verdadeira
Falsa
Afirmativa:

“Mal” pode ser conjunção, advérbio ou substantivo, mas sempre indicando a mesma coisa.

Você errou. Entenda:

Mesmo “Mal” podendo ser conjunção, advérbio ou substantivo, a afirmativa é falsa, já que quando conjunção, mal indica tempo:
Ex.: Mal você chegou, ela saiu.
Como advérbio, significa “irregularmente”, “erradamente”, “de forma inconveniente ou desagradável”. Opõe-se a bem: Ex.: Já era esperado que ela se comportaria mal.
Mal, como substantivo, pode significar “doença”, “moléstia”, e, em alguns casos, significa “aquilo que é prejudicial ou nocivo”: Ex.: A dengue é um mal de que já nos havíamos livrado e que, devido às chuvas, voltou a atormentar nossos dias.
O substantivo mal também pode designar um conceito moral, ligado à idéia de maldade; nesse sentido, a palavra também se opõe a bem:
Ex.: No mundo em que vivemos, uma coisa é certa: o mal não compensa.

Avalie a afirmativa abaixo:

A palavra “Aonde” indica idéia de movimento ou aproximação, enquanto “Onde” indica o lugar em que se está ou em que se passa algum fato.

De acordo com o tópico estudado, a afirmativa acima é:
Verdadeira
Falsa
Afirmativa:

A palavra “Aonde” indica idéia de movimento ou aproximação, enquanto “Onde” indica o lugar em que se está ou em que se passa algum fato.

Parabéns, você acertou!

A afirmativa é verdadeira, já que “Aonde” indica idéia de movimento ou aproximação. Opõe-se a donde, que exprime afastamento. Nos exemplos a seguir, veremos que a forma aonde costuma referir-se a verbos de movimento:
Ex.: Aonde ele vai? Aonde querem chegar com essas atitudes? Aonde devo passar para chegar até lá? Não sei aonde ir.
“Onde” indica o lugar em que se está ou em que se passa algum fato. Normalmente, refere-se a verbos que exprimem estado ou permanência.
Ex.: Onde ela está? Onde você vai ficar nas férias? Marque os lugares onde as pessoas vão ficar durante o show. Não sei onde vou procurar.

Avalie a afirmativa abaixo:

As expressões “Ao encontro de” e “De encontro a” podem ser usadas alternadamente, pois indicam a mesma coisa.

De acordo com o tópico estudado, a afirmativa acima é:
Verdadeira
Falsa
Afirmativa:

As expressões “Ao encontro de” e “De encontro a” podem ser usadas alternadamente, pois indicam a mesma coisa.

Você errou. Entenda:

A afirmativa não é verdadeira, já que “Ao encontro de” indica “ser favorável a”, “aproximar-se de”:
Ex.: Ainda bem que sua opinião veio ao encontro da minha.
Ex.: Quando ela o viu, foi rapidamente ao seu encontro.
“De encontro a” indica oposição, choque, colisão:
Ex.: Suas opiniões sempre vieram de encontro às minhas.
Ex.: O caminhão foi de encontro ao barranco.

Avalie a afirmativa abaixo:

“Demais” pode tanto ser advérbio de intensidade como pode ser também pronome indefinido.

De acordo com o tópico estudado, a afirmativa acima é:
Verdadeira
Falsa
Afirmativa:

“Demais” pode tanto ser advérbio de intensidade como pode ser também pronome indefinido.

Parabéns, você acertou!

A afirmativa é verdadeira, assim “Demais” pode ser advérbio de intensidade, com sentido de “muito”; aparece intensificando verbos, adjetivos ou outros advérbios:
Ex.: Aquilo nos deixou indignados demais.
“Demais” também pode ser pronome indefinido, equivalendo a “os outros”, “ao restantes”:
Ex.: Acabamos deixando aos demais a liberdade de escolha.

Antonio César Portelacesinha.27a@hotmail.com

Anúncios

Sobre César.

Liberdade é o direito de fazer tudo o que a lei permite. Montesquieu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s